O Desperdício dos alimentos poderá ser coisa do passado!

O Desperdício dos alimentos poderá ser coisa do passado

O Desperdício dos alimentos poderá ser coisa do passado

Será uma nova contribuição para a economia? Talvez você não saiba, mas já é realidade hoje. Na França e no estrangeiro, muitas iniciativas envolvem o desenvolvimento destes modelos alternativos. Em parceria com MAIF, “20 minutos” (20minutes.fr) um site francês de comunicação está muito interessado em todos esses desenvolvedores de projetos e outros fatores de mudança.

Existem cinco aplicativos disponíveis na França que lutam contra o desperdício dos alimentos.

Três euros uma caixa com doze sushis, um euro um sanduíche, estes são os preços que podemos encontrar com “Optimiam”,  “Too Good To Go” dentre muitos outros aplicativos anti-desperdício que apareceu nos últimos anos na França.

Qual é o seu conceito?

Permitir os consumidores a comprarem dos comerciantes, produtos que não foram vendidos a preços muito mais baixos, ao invés de vê-los indo terminar no lixo. Um mercado crescente, mas ainda muito pequeno, dada a escala de resíduos alimentares desperdiçados na França.

Um estudo recente da Agência de Meio Ambiente e Gestão de Energia (ADEME), as últimas contas realizadas foram de 10 milhões de toneladas de alimento por ano. Uma porção destes alimentos descartados provém do setor de varejo que é responsável por até 1,4 milhão de toneladas por ano.

OptiMiam: o mais popular

“Há um desejo real do público em reduzir a confusão. A compra destes produtos não tem nada de degradante “, disse Alexander Bellage, co-fundador da Optimiam. Lançado em 2014, este aplicativo que ganhou os “startups” concurso de 2015- compreende agora 80.000 usuários e 330 pontos de parceiros de venda. Seu princípio? Permitir que os comerciantes vendam a tempo, tudo graças a um sistema de promoções de até 60% do preço de base. “Quando um padeiro, por exemplo, realiza produção em excesso, deve notificar os usuários do aplicativo que possam encontrar estes ítens e seu negócio, graças a geolocalização.”

O consumidor só tem de pagar o comerciante e completar a transação no aplicativo. “Além de trazer receitas adicionais, é também uma oportunidade para as empresas a atender novos clientes e tornar a sua imagem mais eco-friendly”, diz o jovem empresário.

Minimize mais os efeitos do desperdício comendo somente o que seu corpo precisa. Veja mais!

O aplicativo também está aberto aos hotéis e fornecedores de eventos. Único limite do app: ele só funciona em Paris e Lille. Um problema que a equipe Too Good To Go pretende resolver através de uma campanha de crowdfunding em andamento.

Compartilhe sua geladeira: le Bon Coin de la nourriture, a comida como moeda de troca.

Finalmente, se você ainda tem algumas bananas ou pacote de presunto na sua geladeira por exemplo, quando for partir para um fim de semana fora de casa, você pode dar-lhes esta oportunidade de irem através da aplicação “compartilhe a sua geladeira”. “Nossa idéia é tornar a comida uma moeda de troca”, diz Sébastien Leflond, um dos fundadores da associação por trás deste app. “É muito conveniente em caso de excedentes, por exemplo, se a sua árvore de fruta produz demais para o seu próprio consumo.”

Além disso, o aplicativo também permite que você gerencie frigoríficos coletivos, por exemplo, em uma empresa ou edifício. Basta tirar uma foto do que oferecem e publicá-la na plataforma para seus vizinhos ou colegas. Uma oportunidade para conhecer e criar laços sociais ao mesmo tempo desperdiçar menos.

Veja também como comer Lichia ajuda diminuir nível de açúcar no sangue!

Please follow and like us:

Compartilhe e Curta nossa página no Facebook, :)

RSS
Facebook20
Facebook
Google+
http://www.pensarnatural.com.br/aplicativos-anti-desperdicio">

COMENTÁRIOS


DEIXE O SEU COMENTÁRIO


Deixe uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial